segunda-feira, 2 de março de 2015

Astronomy Picture of the Week: Amor e Guerra ao Luar

A minha vontade é de postar todas as imagens do Astronomy Picture of the Day, mas escolho só a minha favorita da semana. Para essa escolhi uma imagem que teoricamente foi vista em céus do mundo todo no dia 20/02 deste ano. Teoricamente mesmo, porque eu tentei ver e obviamente as nuvens não colaboraram.

Para ver texto e imagem originais, clique aqui.

Tradução porca feita por mim:
"Vênus, nomeado pela deusa Romana do amor, e Marte, homônimo do deus da guerra, apareceram juntos ao Luar nessa linda vista do céu, registrada em 20 de fevereiro de Charleston, Carolina do Sul, Estados Unidos, planeta Terra. Feita durante o crepúsculo com uma câmera digital, a exposição de três segundos também registrou a luz cinérea iluminando a superfície escura da Lua crescente. Claro que a Lua já se moveu depois dessa conjunção tripla. Vênus continua brilhando no oeste como a estrela da noite, terceiro objeto mais brilhante no céu Terrestre, depois do Sol e da Lua em si. Visto aqui com quase a mesma distância de Vênus da Lua, muito mais fraco, Marte se aproximou ainda mais de Vênus na noite seguinte. Mas Marte continuou se movendo lentamente para longe do brilhante Vênus, no entanto ele também continua visível no crepúsculo oeste."

Mais um evento astronômico que perdi por conta da chuva, já estava com tudo preparado para tentar fotografar. Fica uma eternidade sem chover e quando eu preciso de um único dia de céu limpo, ele não vem. Mas paciência, astronomia precisa de um tanto de sorte quando se mora em uma cidade com o clima muito doido.

Esses eventos onde dois ou mais astros aparecem próximos no céu são conhecidos como conjunção e não são tão raros assim, mas também não é algo tão comum a ponto de os amantes de astronomia não esperarem com certa ansiedade.

Uma conjunção fenomenal aconteceu em 2002, quando todos os planetas visíveis apareciam próximos no começo da noite, eu tinha 13 anos na época e já gostava muito de astronomia. Nesse horário eu estava indo para a natação e sempre enrolava um pouco mais no alongamento só para poder ficar mais tempo olhando para o céu. Encontrei uma imagem linda dessa ocasião, gostaria muito que ela se repetisse, mas não tenho ideia se isso acontecerá enquanto continuo viva. Encontrei uma imagem desse acontecimento nesse site, e já dá pra matar um pouco a saudade.


Sobre a luz que aparece iluminando a parte escura da Lua, ela se chama luz cinérea e nada mais é do que a luz do Sol refletida pela Terra na Lua. Tem um Céu da Semana que explica esse fenômeno direitinho, vale à pena assistir. Não consegui anexar no post pq o blogger tá de zueira comigo, mas é só clicar aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário