quarta-feira, 8 de abril de 2015

Meu gosto excêntrico: Ares de Shiraz

Quando eu tinha, sei lá, uns 7 anos, minha mãe ganhou uma amostra grátis de perfume da Natura, o perfume era o o Ares de Shiraz. Minha mãe adorou, comprou a versão grande do vidrinho e era o perfume que ela usava em ocasiões especiais. Eu era criança na época e não tinha um perfume só meu, então usava este quando tinha algo muito importante para ir.


Os anos passaram e quando comecei a olhar catálogo da Natura com frequência, vi que o perfume que eu tanto gostava não estava mais no catálogo. Mas então em 2009, ou 2010, não me lembro, a Natura relançou os maiores sucessos em perfume da marca por tempo limitado! Obviamente comprei um frasco para mim e acabei ganhando outro de natal no mesmo ano. Agora tenho um acabando e um lacrado e que já está vencido, mas não importa, ao menos tenho o perfume que eu tanto gosto.

Agora a minha pergunta é: se ele era um dos grandes sucessos da marca, porque raios parou de ser comercializado? Vai entender...


terça-feira, 7 de abril de 2015

Esmalte da Vez: Azul Neon

O azul preferido da minha coleção de esmaltes! Pena que é importado, pena que é pequeno, pena que não consigo fotografar toda a beleza dele...


O Azul neon da Studio 9 é um esmaltinho argentino que ganhei tem uns dois anos, fico com dó de usá-lo, não quero que acabe, mas quando uso não consigo parar de ficar olhando para meus dedos.


Para mim ele é um esmalte que fica bom só com as unhas curtinhas, é uma delícia de passar, com duas camadas fica perfeito, seca rápido e o brilho é muito bom.


A cor dele é um pouquinho mais escura do que nas fotos, mas vibrante do mesmo jeito. Queria muito encontrar uma cor parecida no Brasil, mas até agora não tive sorte.

segunda-feira, 6 de abril de 2015

Astronomy Picture of the Week: Aurora em Forma de Bandeira sobre a Suécia

A minha vontade é de compartilhar todas as imagens do Astronomy Picture of the Day, mas escolho só a minha favorita da semana, e meu coração sempre bate mais forte com imagens de auroras, ainda mais quando são multicoloridas.

Para ver texto e imagem originais, clique aqui.

Tradução porca feita por mim:
"Parecia, momentaneamente, como uma uma bandeira listrada com 50km de altura. No meio de março, uma energética ejeção de massa coronal na direção da Terra levou a uma das mais intensas tempestades geomagnéticas dos últimos anos. Um resultado visual foi a grande quantidade de auroras vistas em muitos países próximos dos polos magnéticos terrestres. Capturada sobre Kiruma, Suécia, a imagem mostra uma incomum cortina plana de, com a cor verde emitida na baixa atmosfera, e vermelho muitos quilômetros acima. É incerto onde as raras auroras roxas se originam, mas envolve a incomum aurora azul em uma altitude ainda menor do que  a verde sobreposta com uma muito mais vermelha. Como o Sol continua próximo do máximo de atividade em sua superfície, é provável que noites coloridas de aurora sobre a Terra continuem"

Auroras são lindas demais, mas essa acho que ganhou de todas as que eu já vi (em fotos, porque a pobreza ainda não me permitiu viajar para lugares com auroras). Se você também é um apaixonado por auroras, tem uma página no Facebook que deve seguir: Aurora Addicts. Será um verdadeiro spam de imagens bonitas na sua timeline.
Mas tudo tem um lado bom e um lado ruim, tempestades geomagnéticas geram essas auroras lindas, mas também afetam coisas que nem paramos para pensar. Quem tem NET em casa, pode ter visto o seguinte aviso aparecer na tela da TV esses dias: Este canal está momentaneamente fora do ar devido a interferência solar no satélite do canal.

Aqui em casa apareceu e na casa de muita gente também, pois vi várias pessoas postando sobre isso no Facebook, achando que fosse um migué das nossas muito eficientes sqn operadoras que monopolizam TV, internet e telefone. Mas dessa vez era verdade. A mesma radiação que chega do Sol e produz as lindas auroras, também atinge satélites que estão no espaço. A interação dessa radiação com os circuitos pode gerar falhas na comunicação e até mesmo danificá-los permanentemente.

Em casos de tempestades geomagnéticas estremas, pode haver até mesmo indução de corrente nas linhas de transmissão de energia elétrica em altas latitudes, sobrecarregando a rede, como aconteceu no Canadá em 1989, quando uma parte do país ficou no escuro por horas após os transformadores simplesmente derreterem e torrarem com a sobrecarga.

Um grande transformado e detalhes dele torrado em 1989
Pra quem quiser saber um pouco mais sobre as auroras, fiz um post com um vídeo que mostra o mecanismo por trás da geração delas, podem conferir neste post. E é um tema muito legal de pesquisar e aprender um pouco mais!

sexta-feira, 3 de abril de 2015

DIY: Limpando prata com coisas de casa e um pouquinho de química.

Eu uso brincos de prata, são mais baratos do que ouro e não inflamam minha orelha fresca. A única desvantagem é que a prata em contato com o corpo oxida e fica toda preta, principalmente quando está calor e transpiramos demais. Durante muitos anos eu limpei minhas pratas esfregando pasta de dente. Pasta de dente é um abrasivo, então funcionava mas dava bastante trabalho, acabava com meu esmalte e deixava embaixo das minhas unhas ardendo, além do mais o abrasivo desgasta a prata, retirando camadas superficiais.


Para limpar a prata, é preciso um recipiente, papel alumínio, sal, água quente e um pedaço de papel toalha ou tecido. Forre o fundo do recipiente com o papel alumínio (parte brilhosa para cima), coloque o sal e a prata por cima. Depois adicione a água quente até preencher o potinho.


A ideia é simples, a prata fica preta pois está oxidada, ou seja, perdeu elétrons. Para quem já viu um pouquinho de química e reações de óxido-redução sabe que para tirar o oxido é só fazer uma reação que cause a redução na prata. Isso é possível colocando a prata e o alumínio juntos e um meio condutor entre eles para permitir a passagem livre dos elétrons do alumínio para a prata. Este meio condutor é a água com sal, bicarbonato de sódio também serve.

 
Acima a imagem da prata oxidada junto com o sal e o alumínio, nada acontece até que você adiciona a água quente. Quase que imediatamente a parte escurecida da prata muda de cor, adquirindo um tom amarelado. Deixe de molho nesta água quente por uns 5 minutos.



Depois é só esfregar a parte escura da prata com um papel macio ou tecido, a parte "suja" sai rapidinho. Olha só como fica o estado do papel depois de limpar um único brinco.


Se for preciso, repita a operação deixando a prata de molho mais alguns minutos, às vezes a camada oxidada é muito grossa e conseguimos reduzir somente a superficial. Meus brincos pretos precisaram de somente um banho e uma esfregada para ficarem limpinhos.


E tem gente que ainda fala que química só serve para fazer o bolo crescer... eu não gosto muito de química e estudá-la para mim sempre foi bem chato, mas admito sua utilidade, ainda mais para uma pessoa que gosta tanto de cosméticos como eu.

quinta-feira, 2 de abril de 2015

Boca Colorida: Tangerina Splash Avon

Quando eu comprei um batom chamado Tangerina Splash, eu esperei que ele tivesse uma corzinha que lembrasse tangerina. Aí a moça da Avon foi no meu trabalho entregar minhas tralhas, eu toda feliz olhando os batons e o cara que trabalha comigo diz que o batom não é laranja, que é rosa. Eu olhei meio torto e falei que na boca ele ficava laranja. Olha o laranja aí embaixo:


Laranja pra caramba né? Hauhauhauhau, cadê o laranja? Negócio é rosinha, quase neon. Felizmente foi um rosinha que eu gostei, se aplicado em pequena quantidade ele dá aquela cor de "saudável".


Ele tem o acabamento característico dos batons da linha Color Trend da Avon, super lustrosos, hidratantes e confortáveis. Essa cor, é quase um balm colorido. Fiquei triste de não ter meu batom laranjinha, mas ao menos a surpresa não foi terrível e acabei ficando com uma cor que ainda não tinha na minha coleção.